Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > ACONTECE > ENTIDADES CONTESTAM AÇÕES NO CASO DOS BEBÊS DO HOSPITAL DA ULBRA

Entidades contestam ações no caso dos bebês do Hospital da ULBRA

16/11/2009

A FEESSERS - Federação dos Empregados em Serviços de Saúde do RS e o SINDISAÚDE-RS contestam a forma de condução do Hospital Universitário da ULBRA e das autoridades policiais no caso...

Escrito por: Fonte - FEESSERS - Federação dos Empregados em Serviços de Saúde do RS

Entidades contestam ações no caso dos bebês do Hospital da ULBRA
Embora representem a categoria, não foram chamados na condução da crise, a exemplo do CREMERS, da Prefeitura de Canoas e da Secretaria Estadual da Saúde. Por outro lado, questiona fatos como a prática de condenação antecipada da mesma, sem o contraditório de culpabilidade.

O presidente da FEESSERS Milton Kempfer, ainda põe em dúvida o suposto desconhecimento do corpo clínico do hospital de que a auxiliar técnica pudesse estar com problemas psicológicos e o acesso da mesma a mendicamentos de alta complexidade sem supervisão.


FEDERAÇÃO DA SAÚDE VAI ACOMPANHAR DE PERTO “CASO DOS BEBÊS DE CANOAS” E EXIGIR A PUNIÇÃO DE TODOS OS IMPLICADOS

Representando a categoria de profissionais da saúde o presidente da FEESSERS - Federação dos Empregados em Serviços de Saúde do RS Milton Kempfer, em conjunto com o SINDISAÚDE-RS, contesta a forma de condução do processo que envolveu o caso dos bebês sedados em Canoas. Ambas as entidades contestam o fato de não terem sido chamadas para acompanhar a condução da crise estabelecida no Hospital Universitário da ULBRA, a exemplo do CREMERS, da Prefeitura de Canoas e da Secretaria Estadual da Saúde.

Milton questiona também, a prática de condenação antecipada da técnica em enfermagem, sem o contraditório de culpabilidade. É de se estranhar, comenta o presidente da FEESSERS o “total desconhecimento do corpo clínico do hospital, a respeito de uma auxiliar técnica com tal grau de problemas psicológicos e o acesso da mesma a medicamentos de alta complexidade sem qualquer tipo de supervisão”.

Em que pese a situação dramática vivida pelas famílias, com as quais a federação é absolutamente solidária, é preciso olhar também os motivos e as circunstâncias que a levaram a tal atitude e, principalmente, quem eram as chefias imediatas que deixaram passar uma situação que, com certeza, não começou nesta quinta-feira.

A FEESSERS vai acompanhar de perto o desenrolar deste caso e exigir da justiça que todos os envolvidos sejam punidos, de acordo com a lei, assegura Milton Kempfer.
  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br