Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > ACONTECE > SINDESC: GREVE DOS TRABALHADORES DA SAÚDE GARANTE CONQUISTA DE MELHORIAS SALARIAS

SINDESC: greve dos trabalhadores da saúde garante conquista de melhorias salarias

24/05/2016

Depois de processo de negociação salarial, que incluiu uma greve de três dias, trabalhadores de Curitiba e Região aprovam proposta conquistada pelo Sindicato

Escrito por: Assessoria de Imprensa CNTSS/CUT

 

Os profissionais da área de saúde filiados ao SINDESC - Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Curitiba e Região deram mais um exemplo de luta e organização durante o processo de negociação salarial da categoria. Mesmo com um período considerado difícil, em virtude das atribulações política e econômica por que o país atravessa, os trabalhadores foram em busca de seus direitos e saíram gratificados com o resultado obtido.

 

Existente há mais de 50 anos, o SINDESC luta em de defesa dos trabalhadores da área da saúde em empresas filantrópicas e particulares em Curitiba e Região, com uma base de cerca de 20 mil profissionais. Para Isabel Cristina Gonçalvez, presidenta do Sindicato, o processo de negociação foi intenso e tenso com muitas rodadas de reuniões entre os representantes dos trabalhadores e os patrões, envolvendo, inclusive, a Justiça do Trabalho.

 

“No início das discussões os patrões estavam irredutíveis em conceder um reajuste superior a 3% para salários, pisos e auxílio alimentação. Mesmo na Justiça do Trabalho o percentual proposto pelos patrões de 6% também não agradava os trabalhadores. Com isto, estimulamos a negociação para garantir conquistas melhores. Os trabalhadores foram duros e responderam com a aprovação de uma greve a partir da quarta-feira, 18 de maio, que se estendeu até a sexta-feira, 20 de maio”, destaca Gonçalvez.

 

A iniciativa da paralisação foi aprovada durante assembleia, que aconteceu em 04 de maio, e a estratégia tirada possibilitou avanços importantes no movimento dos trabalhadores. Esta postura fez com que o sindicato patronal reavaliasse seu posicionamento e apresentasse uma nova proposta. Assim, o percentual de correção dos salários e dos benefícios foi para 9,83%, o que equivale ao total da inflação do período.  Sendo que os salários terão um reajuste de 6,83% agora e de 3% em janeiro de 2017 (veja abaixo relatório do processo de negociação).

 

A proposta patronal foi apresentada aos trabalhadores em assembleia realizada na sexta-feira, 20 de maio. Na ocasião, por maioria, a categoria aceitou e colocou fim a paralisação. A presidenta do Sindicato esclarece que, assim, o produto das negociações foi legitimado pelos trabalhadores. Segundo ela, a categoria acompanhou todo o processo de negociação e percebeu que o resultado obtido foi conquistado com muita luta. Agora é acompanhar a implementação da proposta.

 

“Devemos permanecer organizados e acompanhar a implementação das propostas aprovadas na negociação. Nossos desafios são os mesmos de toda a classe trabalhadora: devemos lutar pela consolidação de nossos direitos e a conquista de novos. A agenda neoliberal proposta pelo governo golpista de Michel Temer deve atingir diretamente os trabalhadores e os setores mais vulneráveis da sociedade. Teremos um período de muitas lutas e temos que estar preparados. Devemos, em conjunto com os demais segmentos progressistas da sociedade, lutar fortemente pela manutenção da Democracia em nosso país e contra o golpe que afastou a presidenta da República, Dilma Rousseff, legitimamente eleita por mais de 54 milhões de brasileiros, ” afirma a presidenta do SINDESC.

 

 

Clique aqui e veja o relatório do processo de negociação:

 

 

José Carlos Araújo

Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060