Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > ACONTECE > SINDSAÚDE MG: TRABALHADORES SE MOBILIZAM CONTRA O GOLPE

Sindsaúde MG: trabalhadores se mobilizam contra o golpe

04/08/2016

Trabalhadores enfrentam nas ruas a fúria do governo interino na retirada de direitos e no golpe de estado; entidades sindicais e centrais definem agenda de atos para agosto

Escrito por: Sindsaúde MG

 

A reação dos trabalhadores ao avanço galopante do governo interino de Michel Temer contra direitos trabalhistas e sociais precisa ser imediata. Essa foi a constatação de sindicatos de trabalhadores e centrais sindicais que se reuniram na terça-feira, 02/08, em Belo Horizonte. As entidades unificaram a voz em defesa dos direitos dos trabalhadores e da população e estabeleceram um calendário de lutas para esse mês de agosto.

 

Serão vários atos e mobilizações contra a política de terra arrasada que o governo provisório pretende colocar em prática por meio da votação, pelo Congresso, do PLP 257 e da PEC 241.

 

Uma atitude já pode ser tomada urgentemente por cada trabalhadora e cada trabalhadora. Pressione seu deputado na Câmara para que ele vote contra os projetos que prejudicam os servidores públicos e a população em seus direitos ao acesso à saúde e à educação.   

 

O governo interino tem pressa. O PLP 257 chegou à Câmara dos Deputados para ser votado em regime de urgência na última segunda, 1º de agosto. Em razão de ser extremamente polêmico, foi obstruído na segunda e na terça. 

 

Em troca de renegociar as dívidas dos estados, a ordem contida no projeto de lei complementar é reduzir o estado drasticamente. Durante dois anos, nenhum reajuste de salários para os servidores públicos, suspensão na evolução de cargos e carreiras e aumento da contribuição previdenciária dos trabalhadores de 11% para 14%. A ordem também é suspender a realização de concursos públicos e a nomeação de aprovados em concursos em todos os entes federados:  União, estados e municípios.

 

Quanto à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241 seu conteúdo agrava de morte a saúde e a educação por desvincular essas despesas sociais da obrigação constitucional de, a cada ano, serem corrigidas pela inflação acrescida do percentual de crescimento do PIB do ano anterior. Essa restrição mortal de recursos contra a saúde e a educação tem a previsão, pela PEC 241, de durar 20 anos – quase o tempo de uma geração inteira que é de 25 anos.

 

Tome conhecimento, chame os amigos e participe dos atos contra o desmonte dos direitos dos brasileiros que levamos décadas e mais décadas para conquistar. Impeça também que seus filhos e netos amarguem com as atitudes antipatrióticas que estão sendo levadas adiante pelo governo golpista.

 

Anote as datas e locais dos eventos já programados:

 

Dia 09 de agosto: às 17 horas na Praça Afonso Arinos – Centro – BH

Dia 16 de agosto: às 16 horas na Praça Afonso Arinos- Centro – BH – Manifestação integra o DIA NACIONAL DE MOBILIZAÇÃO E LUTA PELO EMPREGO E PELA GARANTIA DE DIREITOS

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060