Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > ACONTECE > CNTSS/CUT PARTICIPA NA ALEMANHA DE LANÇAMENTO DA PRIMEIRA ALIANÇA MUNDIAL DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE

CNTSS/CUT participa na Alemanha de lançamento da primeira aliança mundial de profissionais de saúde

17/05/2019

Paralelamente às assembleias de acionistas da Fresenius, os sindicatos criarão a Fresenius Global Union Alliance; entidades exigem que a empresa negocie um acordo global para os trabalhadores

Escrito por: UNI Global Union

 

Mais de 50 trabalhadores e representantes sindicais da Europa, América do Norte e do Sul e Ásia irão convergir em 16 e 17 de maio em Frankfurt / Main, Alemanha - em paralelo com a assembleia geral anual de accionistas da Fresenius. A Fresenius emprega diretamente cerca de 280.000 trabalhadores em 100 países.

 

Os sindicatos lançarão a primeira rede sindical internacional para uma corporação multinacional de saúde. Seu objetivo é negociar um acordo de estrutura global com a Fresenius para garantir que ela respeite os direitos fundamentais de todos os funcionários em suas operações em todo o mundo. Os 21 sindicatos participantes da coalizão estão, em parte, reagindo às práticas anti-sindicais da Fresenius, especialmente nos Estados Unidos, Peru e Coréia do Sul.

 

A aliança está sendo coordenada pela Public Services International (PSI) e pela UNI Global Union, duas federações sindicais globais que representam trabalhadores em serviços públicos e privados.

 

“Nos dias 16 e 17 de maio, não apenas os acionistas da Fresenius estão convergindo em Frankfurt, mas também os trabalhadores e sindicatos de todo o mundo. Exigimos um melhor diálogo social entre a Fresenius e sua força de trabalho - incluindo a negociação de um acordo global sobre direitos sindicais”, diz Alke Boessiger, secretário geral adjunto da UNI Global Union. “A empresa deve garantir que os funcionários tenham o direito de organizar um sindicato sem medo e intimidação”.

 

David Boys, secretário-geral adjunto do PSI, aponta que a companhia de saúde alemã é acusada de violações graves dos direitos trabalhistas em vários países. “A empresa deve tomar medidas abrangentes para garantir que defende os direitos humanos dos trabalhadores”, exige Boys. “Uma empresa que cresceu tão rapidamente precisa de fortes mecanismos de due diligence para garantir que ela cumpra seus compromissos com os reguladores de saúde e finanças, com os departamentos fiscais e principalmente com os pacientes. Nossa coalizão global fortalecerá a solidariedade entre os trabalhadores da Fresenius para responsabilizar a empresa ”.

 

Os acordos de estrutura global são negociados entre sindicatos globais e empresas multinacionais. Eles protegem os interesses dos trabalhadores em todas as operações de empresas multinacionais, garantindo o respeito pelos padrões internacionais de trabalho.

 

De acordo com os sindicatos, a Fresenius nem sempre seguiu esses padrões de trabalho. Por exemplo, nas clínicas de diálise da Fresenius Medical Care nos Estados Unidos, ativistas sindicais relatam uma longa campanha anti-sindicalista para impedir que os trabalhadores se organizassem para obter representação coletiva.

 

Samantha Anderson, membro da RWDSU e trabalhadora da Fresenius no Alabama desde 2006, relata: “Começamos essa luta porque vimos uma tendência de queda em nosso local de trabalho e sentimos que ninguém estava escutando. A Fresenius precisa respeitar nossos desejos de organizar um sindicato e ganhar uma voz coletiva para garantir que nossos pacientes vivam e aqueles que cuidam desses pacientes sejam a principal prioridade para a Fresenius daqui para frente. ”

 

Outro funcionário da Fresenius, Emerson Padua, que trabalhou por 19 anos na Fresenius na Califórnia e é líder no Comitê Organizador da SEIU-UHW, disse: “Devemos ter a liberdade de decidir sobre o sindicato sem táticas de intimidação da administração e quebra de sindicatos. Tudo o que queremos é uma união e uma voz para melhorar nosso padrão de vida e a qualidade do atendimento aos nossos pacientes ”.

 

Sylvia Bühler, membro do conselho federal do sindicato dos trabalhadores de serviços alemães ver.di esclarece: “O direito de organizar sindicatos para melhorar salários e condições de trabalho é um direito humano universal. É lamentável que a empresa de saúde alemã Fresenius impeça os trabalhadores de usar seus direitos fundamentais à representação sindical. ”Bühler continua:“ ver.di junto com os membros dos conselhos de trabalhadores atenderá a todas as demandas por um acordo global para garantir trabalhadores. direitos em todo o mundo ”.

 

Informações gerais

 

A Internacional de Serviços Públicos - ISP é uma federação sindical global presente em 165 países, afiliando 650 sindicatos representando 30 milhões de trabalhadores. Seu setor de serviços sociais e de saúde representa mais de 12 milhões de mulheres e homens trabalhadores.

 

A UNI Global Union representa 20 milhões de trabalhadores de serviços em mais de 150 países - incluindo 2 milhões de funcionários privados de assistência médica e seguro social em seu setor UNICARE.

 

Sediada em Bad Homburg, a Fresenius SE & Co. KGaA é uma empresa de assistência médica alemã que fornece produtos e serviços para diálise, hospitais e clínicas para tratamento médico de pacientes internados e ambulatoriais. Além disso, a empresa concentra-se na gestão hospitalar, bem como em engenharia e serviços para centros médicos e outros serviços de saúde. Tem cerca de 280.000 funcionários em mais de 100 países em todo o mundo. Na Alemanha, a Fresenius Helios é a maior prestadora de serviços hospitalares com mais de 60.000 funcionários.

 

 

UNI Global Union

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br