Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > ACONTECE > CNTSS/CUT REAFIRMA POSIÇÃO CONTRÁRIA A REABERTURA DAS AGÊNCIAS DO INSS EM OFÍCIO ENVIADO AO DEPUTADO RODRIGO MAIA

CNTSS/CUT reafirma posição contrária a reabertura das Agências do INSS em ofício enviado ao deputado Rodrigo Maia

02/07/2020

Documento, encaminhado em parceria com a FENASPS, apresenta dados sobre o perigo do retorno ao trabalho presencial e solicita que presidente da Câmara possa mediar a favor dos servidores junto ao INSS

Escrito por: Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

 

A CNTSS/CUT – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social implementou nova medida para ver preservadas a segurança e a vida dos servidores do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social e os beneficiários do sistema neste momento de crescente evolução da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) em nosso país. A iniciativa consiste no envio de Ofício ao presidente da Câmara Federal, o deputado Rodrigo Maia, explicitando os perigos do retorno ao trabalho presencial nas unidades de atendimento proposto pela direção do Instituto para o próximo 13 de julho e solicitando sua mediação para sensibilizar os dirigentes da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e do INSS “para que mantenham a prestação de serviços pelos meios digitais e os servidores em home Office”.

 

O texto expõe, também, o alto grau de produtividade conseguido por estes trabalhadores durante o período de isolamento físico: “a modalidade de trabalho que reduziu de 3.400.000 processos acumulados para aproximadamente 1.100.000 entre março e junho, ou seja, os servidores tiveram desempenho considerável no período.” O documento, assinado em parceria com a FENASPS – Federação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social, apresenta uma série de dados sobre o perigo do retorno dos servidores às unidades de atendimento neste estágio da forte crise sanitária e reafirma seu compromisso em proteger a população e os servidores.

 

O Ofício é finalizado destacando que “não há qualquer indicativo técnico ou científico de redução da curva de contágio, do número de casos graves e de mortos pela COVID-19. Considerando que a reabertura das unidades do INSS acarretará inevitavelmente aglomerações e filas, aumentando o risco de contaminação. Considerando, portanto, que o INSS tem um papel estratégico, devido ao seu tamanho e capilaridade no território nacional, para fins de mitigar a pandemia, é primordial que seja feita a prorrogação do fechamento das unidades do INSS até que haja redução da curva de contágio pela COVID 19, bem como a manutenção do trabalho remoto enquanto perdurar a situação de emergência sanitária”.

 

Veja abaixo o trecho do Ofício com as justificativas para a não reabetura das Agências neste período de pandemia do Covid-19:

 

 

 

 

 

 

José Carlos Araújo

Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br