Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > PRESIDENTA DA CNTSS MARIA APARECIDA DETALHA AS AÇÕES DA CONFEDERAÇÃO PARA O ATO DO DIA 26 DE MARÇO

Presidenta da CNTSS Maria Aparecida detalha as ações da confederação para o ato do dia 26 de março

24/03/2008

Escrito por: CUT

Em entrevista ao Portal Mundo do Trabalho da CUT a presidenta da CNTSS (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social), Maria Aparecida do Amaral Godoi de Faria, falou sobre os eixos da mobilização para dia 26 de março .

Quais os principais eixos da mobilização?
Maria - A manifestação terá como eixos principais a ratificação das Convenções 151 e 158 da OIT pelo Congresso Nacional, a manutenção das negociações com o governo e a preservação de acordos exteriores e de Defesa Nacional.
E a questão da negociação coletiva?

Maria- Esse debate é importantíssimo porque visa construir diretrizes básicas para negociação com um todo, ou seja, é a espinha dorsal para estados e municípios. Existe uma discussão sobre a negociação coletiva no serviço federal que está no ministério do Planejamento. Para se ter idéia, data-base, dissídio e negociação coletiva não são assegurados para o funcionalismo. Segundo a Constituição o que existe é aumento uma vez por ano, coisa que não ocorre. Os trabalhadores passam anos sem reajuste e na maioria das vezes quando ocorre é fruto de greve. Além disso, quando é dado vem em forma de gratificação e não em aumento real. Portanto, para nós é fundamental a aprovação das convenções.

E a questão do serviço público?
Maria - Nós entendemos que o serviço público não pode ter alta rotatividade e o concurso pode assegurar isso. Isso sem falar na garantia de autonomia frente aos governos.

Como ficam os aposentados?
Maria - Quando tentamos nivelar as tabelas se evidencia a diferença salarial entre ativos e inativos, que também são trabalhadores é já cumpriram com o seu papel. Diante dessa realidade é preciso que a gente faça o debate com a sociedade e com o governo para ver como a gente resolve essa disparidade.

E a avaliação de desempenho?
Maria - Precisamos verificar quais os critérios que serão aplicados. Tivemos a experiência do projeto piloto no governo Federal (INSS) e em São Paulo. A partir disso, avaliamos sua eficácia e discordamos de alguns pontos. No nosso entendimento a avaliação é válida desde que seja aplicada de forma complexa e objetiva.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br