Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > DIRETORES DO SINDSAÚDE ES PARTICIPAM DE REUNIÃO DO CONSELHO GESTOR DO HOSPITAL DE VILA VELHA

Diretores do Sindsaúde ES participam de reunião do Conselho Gestor do Hospital de Vila Velha

08/01/2018

Encontro é resultado da denúncia sobre o aumento do número de mortes na UTI Neonatal da entidade

Escrito por: Sindsaúde ES

 

Conforme denúncia do Sindsaúde-ES, o número de mortes na UTI Neonatal do Heimaba, em Vila Velha, disparou depois que a Organização Social Instituto de Gestão e Humanização (IGH) assumiu a unidade. Em outubro e novembro de 2017, foram seis óbitos, enquanto entre janeiro e setembro do mesmo ano apenas dois. Dados mais recentes revelam, ainda, que, na virada do ano, as mortes de prematuros continuaram. Entre os dias 1º e 2 de janeiro foram registrados mais quatro.

 

Mas os óbitos não estão restritos apenas aos prematuros. "As mortes estão acontecendo em todos os setores. Logo após a transição, quando a OS assumiu de fato o hospital em outubro de 2017, 10 crianças morreram num prazo aproximado de um mês", relata Valdecir Nascimento, diretor de Comunicação do Sindsaúde-ES.

 

Logo que a OS assumiu o Heimaba, os servidores estaduais da Saúde, que integravam equipes experientes e qualificadas, começaram a ser desmontadas. Há casos de trabalhadores com até 15 anos de experiência em UTI Neonatal que foram transferidos. De acordo Valdecir, a OS está descumprindo cláusulas contratuais que firmou com o Governo do Estado. Uma delas, por exemplo, proíbe a contratação de profissionais de saúde inexperientes para atuar na UTI Neonatal. Segundo o documento, são necessários, pelo menos, dois anos de experiência. 

 

A presidenta do Sindsaúde, Geiza Pinheiro, garante que o Sindicato seguirá brigando sem trégua contra a implantação deste desmonte da terceirização. "Nossa questão social é por um atendimento de qualidade, a defesa do SUS e a valorização dos servidores". 

 

Reunião do Conselho Gestor

 

Na quinta-feira (04/01), diante das graves denúncias, os diretores do Sindsaúde-ES, Cândida Santos, Elias Rocha, Eliana Aparecida e Cynara Azevedo, participaram da reunião do Conselho Gestor do Heimaba. Representando a gestão do hospital estavam Dr. André, diretor técnico; Lenildes, diretora geral; e Elza, diretora-administrativa. 

 

A diretoria do Sindsaúde-ES foi dura em apontar os inúmeros problemas desde que a OS IGH assumiu o hospital, incluindo as mortes de crianças. Porém, os representantes da gestão do hospital negaram que o quadro de funcionários foi trocado por equipe inexperiente, negaram também que a IGH tenha denúncias em outros estados e o assédio aos funcionários. Disseram, ainda, que pretendem inaugurar um setor de tomografia (terceirizado).

 

De acordo com a diretora do Sindsaúde-ES Cynara Azevedo, um médico diretor-técnico foi convocado para a reunião sem apresentar nenhum fator técnico como embasamento para defender a OS. "Pedi em vários momentos que ele apresentasse os indicadores para continuarmos a reunião e ele se esquivou do assunto em todos os momentos. E, ainda, fez uma analogia do hospital com se fosse um hotel e seus hóspedes. Interrompemos e dissemos que essa analogia era descabida".

 

Ainda segundo o diretor Valdecir Nascimento, o Conselho Gestor do Heimaba há havia solicitado à IGH um relatório completo dos óbitos registrados desde setembro do ano passado, quando a OS assumiu a unidade. "Recebemos a resposta de que a OS não era obrigada a prestar contas ao Conselho Gestor e de que os dados seriam passados apenas para a Secretaria de Estado da Saúde, a Sesa. Mas seguimos pressionando," afirma.

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060