Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > SINSSP: GOVERNO RECUA E REFORMA DA PREVIDÊNCIA NÃO SERÁ VOTADA

Sinssp: governo recua e Reforma da Previdência não será votada

26/02/2018

Mais de 20 mil manifestantes estiveram ontem na Avenida Paulista e por lá mesmo receberam a notícia de que o governo recuou

Escrito por: Sinssp

 

O Dia Nacional de Lutas ocorrido na segunda-feira (19/02), marcou a grande vitória conquistada por todos os trabalhadores que saíram às ruas e escancararam o seu NÃO para a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 287 que trata da Reforma da Previdência. Foram mais de 20 mil pessoas que ocuparam a Avenida Paulista, em São Paulo, que também protestaram contra a intervenção federal na segurança pública no estado do Rio de Janeiro, desmontes do golpista e ilegítimo Michel Temer (MDB-SP).

 

No dia de mobilizações nacionais houve atos, greves, paralisações e manifestações em todo o País. O Dia Nacional de Lutas foi organizado pela CUT e demais centrais sindicais, frentes Brasil Popular, Povo Sem Medo, partidos políticos e movimentos populares. O SINSSP esteve presente nas mobilizações e todos em uma só voz gritavam “Fora Temer” e não ao pacote de maldades que o governo vem propondo para desmontar o Brasil.

 

Neste mesmo dia a grande multidão que tomou conta do país vibrou e comemorou quando souberam que Eunício Oliveira (MDB-CE), presidente do Congresso Nacional, determinou a suspensão da tramitação da PEC da Reforma da Previdência e de todas as demais PECs por conta do decreto de intervenção no estado do Rio.

 

Todos sabem que essa decisão também foi tomada por que o governo não conseguiu os 308 votos mínimos para aprovar a matéria na Câmara. Todos os deputados estão com medo, pois em ano eleitoral sabem que boa parte da população brasileira está de olho neles e eles não querem colocar em risco os cargos políticos.

 

Porém, é preciso ficar de olhos bem abertos e muito atentos, pois não pode confiar plenamente no governo. Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, “é uma vitória momentânea e a mobilização não pode parar. A qualquer momento eles podem dar mais um golpe e tentar aprovar o fim da Previdência pública", alerta o sindicalista.

 

O SINSSP e todos os sindicatos precisam continuar em estado de alerta e mobilizados para parar o Brasil caso o governo tente desengavetar a pauta da Reforma da Previdência.

 

O SINSSP parabeniza a todos os trabalhadores, tanto na iniciativa privada como a pública, os diretores e membros sindicalistas, principalmente os que compõem o SINSSP, e todos que de uma forma ou outra lutaram pela garantia desse direito.

 

A vitória é de todos nós!!!

 

 

 Sinssp

 

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060