Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > EM AUDIÊNCIA DE MEDIAÇÃO, SINDSAÚDE RS DEFENDE DIREITOS DOS TRABALHADORES DO HCPA

Em audiência de mediação, Sindsaúde RS defende direitos dos trabalhadores do HCPA

12/07/2019

Cerca de 200 colegas dos setores de nutrição, creche e lavanderia tiveram retirados ou reduzidos os adicionais de insalubridade devido à determinação do TCU

Escrito por: Sindsaúde RS

 

 

Na quinta-feira (27), o Sindisaúde-RS participou de audiência de mediação no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-4) na defesa dos trabalhadores do Hospital de Clínicas (HCPA). Cerca de 200 colegas dos setores de nutrição, creche e lavanderia tiveram retirados ou reduzidos os adicionais de insalubridade devido à determinação do Tribunal de Contas da União, em mais uma manobra de ataque aos trabalhadores vinda da esfera federal. Eles recebiam os adicionais nos graus de 20 a 40%.

 

Os colegas atingidos pela medida compõem parte da massa salarial mais baixa do hospital. Ou seja: estão tendo sua remuneração mensal cortada em grande percentual com a decisão. Além disso, alguns dos trabalhadores já contavam com os adicionais em sua remuneração mensal há décadas.

 

A mediação

 

Durante a reunião, os diretores do sindicato destacaram a importância de uma solução negociada para o problema. “Os trabalhadores do HCPA já vem sofrendo com outras perdas, como a desvalorização do valor do vale-alimentação e a retirada da remuneração variável. A retirada ou diminuição da insalubridade é mais uma grave lesão aos seus direitos”, defendeu o secretário-geral do sindicato, Julio Jesien.

 

Relembre

 

Em dezembro de 2018, a gestão do HCPA retirou ou reduziu o percentual da insalubridade pago para mais de 200 trabalhadores de três setores do hospital. Ao tomar conhecimento da situação, o Sindisaúde-RS solicitou reunião com a direção do hospital para esclarecer a situação. A direção do HCPA manifestou que, por força da atuação do TCU, teve que realizar inspeções nos locais de trabalho para identificar se estava pagando corretamente a insalubridade aos trabalhadores. Após esta verificação, o hospital realizou os cortes nas remunerações dos colegas.

 

Considerando que a maioria deles teve uma redução significativa em suas remunerações (na ordem de 20%), o Sindisaúde-RS buscou a mediação na Justiça do Trabalho, com o objetivo de dar celeridade à solução do problema. Uma das possibilidades é a constituição de um Acordo Coletivo de Trabalho para regular essa questão e evitar a redução da remuneração

 

Nova audiência

 

Foi designada uma nova audiência de mediação para o mês de julho, onde serão analisados documentos a serem juntados pelo HCPA.

 

 

 

Tiago Coutinho

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br