Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > SINSSP DENUNCIA DESMONTE DO INSS E DA CARREIRA DO SERVIDOR PÚBLICO

SINSSP denuncia desmonte do INSS e da carreira do servidor público

19/11/2019

Diante da Reforma Administrativa que assombra o serviço público, existem muitos outros pontos que são destaque no desmonte do INSS e da carreira do servidor

Escrito por: Sinssp

 

 

A Reforma Administrativa é apresentada pelo Ministro Paulo Guedes como a proposta que vai alavancar o Brasil, mas na prática todo mundo sabe que não é bem assim que funciona e que esse governo está acabando com o que foi construindo em décadas.

 

Primeiro foi a Reforma Trabalhista que tirou os direitos do trabalhador, depois veio a aprovação da Reforma da Previdência que aumentou o tempo de contribuição e o fator idade para o indivíduo se aposentar e agora a Reforma Administrativa que se aprovada vai exterminar aos poucos o serviço público dando continuidade ao desmonte que esse governo quer a todo custo.

 

O servidor é servidor independente do cargo que ele ocupa e essa reforma vai colocar em risco toda a carreira do seguro social.

 

É preciso que as GEX’s apoiem e ajudem o sindicato a cobrar por ações necessárias que vão proteger o trabalhador do INSS e nas propostas que até o momento não saíram do papel ou da roda de negociações. Esse ponto foi discutido pelo SINSSP na reunião com os Gerentes Executivos (GEX’s) do estado de São Paulo e com o superintendente da Regional Sul 01, Sr. Oliveira, na última quarta-feira (30).

 

Há muitos pontos sem respostas: a perícia médica do servidor tem alguma previsão de solução? Sobre o comitê para discutir os fluxos de trabalho dos 90 pontos como vai ser definido? Haverá fechamento de agência? E o semipresencial de final de ano, os servidores estão questionando se terão que ir à APS para marcar o ponto, terá? E a certidão de indisponibilidade do sistema que protege o servidor no dia que não houve produção por causa da instabilidade, como anda?

 

O que diz o superintendente sobre os questionamentos

 

O superintendente nesta mesma reunião respondeu aos questionamentos levantados da seguinte forma:

 

  • todas as discussões de sistemas e condições de trabalho fazem parte da pauta de discussão com os gerentes executivos;
  • o revezamento de fim de ano já levantou a preocupação em Brasília, mas não há um posicionamento definido, pois são deliberadas por lá e ele também fica na dependência de uma solução;
  • a perícia médica também é pautada em todas as reuniões, tanto em São Paulo quanto em Brasília, ele afirma que é sensível a isso e que impacta em tudo inclusive na condição do INSS, pois há uma série de servidores que precisam ser periciados e isso corresponde a um número de horas fora do trabalho;
  • a questão da certidão não depende dele, viu o documento e está esperando uma resposta de Brasília;
  • o fechamento de agências exige uma reestruturação que perpassa por fases que ele não sabe, pois não participa dessa ação.

 

E assim terminou mais uma reunião na superintendência: aguardando respostas que deverão vir de Brasília.

 

O desmonte da máquina pública está aí, o desmonte do INSS vem a passos largos e você servidor vai continuar assistindo tudo isso de braços cruzados?

 

Junte-se ao SINSSP nesta luta!

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br