Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > GREVE NACIONAL DO M.T.E TEM ADESÃO DE 95% DOS SERVIDORES FEDERAIS DE SERGIPE

Greve Nacional do M.T.E tem adesão de 95% dos servidores federais de Sergipe

11/11/2009

Escrito por: Imprensa Cntss/CUT

Greve Nacional do M.T.E  tem adesão de 95% dos servidores federais de Sergipe • Clara Jornalista

A Greve Nacional dos Servidores do Ministério do Trabalho e Emprego, que começou dia 05 de novembro, já tem uma adesão de 95% dos servidores de Sergipe e não para de crescer.

Para Jorge de Jesus Silva, Secretário de Formação do Sindiprev/SE, esta adesão dos servidores é uma grande vitória. “ Na plenária do dia 23 de outubro último, ocorrida em Brasília, quando houve a decisão de greve por tempo indeterminado, percebi naquele momento que ainda não tínhamos uma unidade dos estados para uma paralisação por tempo indeterminado. A proposta que foi apresentada pelo Sindiprev/SE, já era para paralisação a partir do dia 28 de outubro. Diante do quadro apresentado, houve um desdobramento e a proposta acabou sendo prorrogada para o dia 05 de novembro”.

Gilton Santana de Oliveira, da base do SRTE/SE completa: “ O movimento começou com oito estados e já no primeiro dia aumentou para treze. Hoje já estamos com 19 estados que aderiram ao movimento de greve. Em Sergipe 95% dos postos, estão sem atendimento ao publico”

Hoje já podemos fazer um diagnóstico bastante positivo, visto que os estados que no primeiro momento estavam somente em mobilização, aderiram prontamente a greve. Estamos aguardando que o estado do Rio Grande do Norte, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul , somem conosco para fortalecer ainda esse movimento.

Convocamos os companheiros que venham participar desse momento de luta pelos nossos direitos. Esta luta, não é para beneficiar de uma minoria, mas para garantir o direito de todos, finaliza, Jorge .

Nossa pauta de reivindicações

1. Pela implantação imediata do Plano de Carreira Específico dos Servidores do MTE, conforme Aviso Ministerial MTE nº 30;
2. Melhorias das Condições de Trabalho;
3. Regulamentação da jornada de trabalho de 30 horas semanais, sem redução de salários, com dois turnos diários para ampliar o atendimento à população;
4. Política de Treinamento e Capacitação permanentes;
5.Ampliação das vagas do órgão com contratação dos remanescentes do último concurso;
6. Paridade Salarial entre ativos, aposentados e pensionistas;
7. Isonomia do Auxílio-Alimentação do Poder Executivo com o do Judiciário;
8. Retorno do regime de solidariedade nos descontos da GEAP, com valores compatíveis com os salários dos servidores. Garantia de melhoria na qualidade do atendimento.
  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br