Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > CONTRA A GANÂNCIA DOS BANQUEIROS, BANCÁRIOS VÃO À GREVE!

Contra a ganância dos banqueiros, bancários vão à greve!

23/09/2009

Escrito por: Fonte - Sindicato dos Bancários de SP, Osasco e Região - CUT

Contra a ganância dos banqueiros, bancários vão à greve!

Aumento real, participação nos lucros, fim do assédio moral e das metas abusivas, melhores condições de trabalho e saúde, estão entre as demais reivindicações da categoria bancária.

Mais uma campanha salarial que, depois de um longo e intenso processo de negociação, chega a um desfecho previsível: greve nacional dos bancários a partir de 24 de setembro.

E a responsabilidade pela deflagração da greve é dos banqueiros que apenas pensam na lógica do lucro e da acumulação incessantes e não levam em consideração os mais de 450 mil bancários e bancárias que "dão o sangue" todos os dias nos locais de trabalho.

Além das reivindicações econômicas que aliás, chamam mais a atenção da maioria dos trabalhadores bancários, é preciso destacar que as questões relacionadas com a SAÚDE DO TRABALHADOR também fazem parte das questões centrais da CAMPANHA NACIONAL DOS BANCÁRIOS DE 2009.

A pauta reivindicativa entregue para o setor patronal em agosto de 2009 aborda a questão do ASSÉDIO MORAL como causa de risco à saúde do trabalhador e exige a sua eliminação do ambiente de trabalho.

Também queremos o fim das METAS ABUSIVAS que são apontadas pelos trabalhadores como fator de risco no ambiente de trabalho, causando fadigas, estresse, depressão, ansiedade, etc.

Na pauta dos bancários há a exigência de ISONOMIA DE DIREITOS para aqueles trabalhadores que se afastaram do trabalho devido ao seu adoecimento, ou seja, que durante o período da licença médica do bancário, os bancos paguem o seu tíquete alimentação, vale transporte, vale refeição, vale farmácia, entre os demais direitos previstos em acordo coletivo de trabalho.

Consta da pauta reivindicativa dos bancários a ampliação do período de ESTABILIDADE ACIDENTÁRIA ,ou seja, o bancário vítima de acidente do trabalho teria estabilidade de 02 anos, sendo 1 ano previsto em legislação e mais 1 ano garantido via acordo coletivo.

Também para doenças comuns, após o retorno ao trabalho, o bancário teria 06 meses de estabilidade.

ELIMINAÇÃO DE RISCOS À SAÚDE DO TRABALHADOR: também consta como reivindicação central da pauta dos bancários, sobretudo responsabilizando e cobrando dos bancos a intervenção no posto de trabalho com o objetivo de eliminar os fatores de risco à saúde do bancário.

São por essas e por outras reivindicações, que julgamos totalmente justas, que a categoria inicia a sua greve nacional a partir de 24 de setembro.

Fonte - Sindicato dos Bancários de SP, Osasco e Região - CUT
  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br