Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > LIVRO DESMASCARA TERCEIRIZAÇÃO NO BRASIL

Livro desmascara Terceirização no Brasil

09/09/2009

Escrito por: Fonte – CUT Nacional

Livro desmascara Terceirização no Brasil Escrito por Ana Paula Carrion

Denise Motta Dau, uma das organizadoras do material, fala sobre o lançamento da publicação

"Governo do estado da Bahia
Secretaria da saúde do estado da Bahia
Hospital São Jorge - Salvador/Bahia
Coordenação Administrativa
Destino: Funcionários terceirizados (Ponteseg, Orbraserv, alternativa, CM, Steel)
Data 03/04/2009
Informamos que a partir do dia 06/04 (2ª feira) nenhum funcionário terceirizado poderá utilizar o Refeitório desta Unidade. No entanto, esta Coordenação disponibilizou um espaço adequado para este fim, devendo todos zelar pela limpeza e conservação do local.
Não será permitido a nenhum funcionário fazer refeições nos setores de trabalho ou em qualquer outro, que não os especificados abaixo:
Funcionário higienização e lavanderia - antiga coordenação de higienização.
Vigilantes, Maqueiros e Auxiliares de Regulação - antigo conformo dos maqueiros
Atenciosamente,
Coordenador Administrativo"

O aviso acima faz parte de um dos textos que compõem o livro "Terceirização no Brasil: do discurso da inovação à precarização do trabalho", que dá uma noção da discriminação sofrida pelos trabalhadores terceirizados.
A publicação é resultado do esforço de sindicalistas e assessores sindicais da CUT, em conjunto com pesquisadores de diversas universidades e gestores públicos, que aceitaram refletir sobre um tema que tem influência significativa sobre o mundo do trabalho

Em entrevista ao Portal do Mundo do Trabalho, a secretária de Relações do Trabalho, Denise Motta Dau, uma das organizadoras da publicação, falou sobre o lançamento do livro que ocorrerá na próxima quarta-feira (9), em São Paulo.

PMT - O que traz a publicação?
Denise - A publicação além de sistematizar o trabalho até então elaborado pelos ramos da CUT traz também a contribuição de docentes renomados. Na verdade é um diagnóstico teórico do ponto de vista dos pesquisadores com a intenção de subsidiar a ação sindical com contribuição dos metalúrgicos, construção civil, ramo financeiro, químicos, seguridade social, comércio e serviços, vigilantes e urbanitários.

PMT - Faça uma prévia deste diagnóstico?
Denise - Foi consenso que a terceirização traz a precarização e que este processo vai diferenciando e fragmentando os contratos de trabalho e consequentemente a fragilização da organização sindical. O livro traz argumentos que desmascaram o mito da terceirização para o trabalho especializado. Vários exemplos são citados com a mesma prática na atividade fim da empresa. Através do estudo fica impossível não enxergar que ela serve somente para precarizar as relações de trabalho. Os textos publicados trazem exemplos concretos de discriminação e diferenciação entre os trabalhadores contratados e terceirizados (texto de abertura) não só do ponto de vista macro de relações de trabalho, mas de questões básicas como acesso refeitório, vestiário, cesta básica, vale alimentação de trabalhadores no mesmo local de trabalho.

PMT - E a Democratização das Relações de Trabalho?
Denise - A terceirização se articula com o debate que a CUT faz sobre a Democratização das Relações de Trabalho. O debate de regulamentar a terceirização traz a importância dos sindicatos se colocarem como protagonistas no processo e representar este segmento de trabalhadores. Para isso, precisamos de uma legislação que assegure igualdade de direitos e obrigue o empresariado a negociar com as entidades sindicais, o que ajudaria em muito a democratizar um pouco as relações de trabalho no Brasil.

PMT - O título remete à atualização do debate e perspectivas. Vocês conseguiram atingir este objetivo?
Denise: Sem dúvida. Além de promover a reflexão sobre o tema, reunimos informações importantes e bastante atuais sobre o posicionamento dos atores diretamente envolvidos nos processos de terceirização - trabalhadores, empresários e poder público, juntamente com diretrizes de ação que visam reverter a enorme precarização advinda do avanço da terceirização por todos os setores produtivos. Esperamos que livro contribua para avançar na concretização dos três eixos da nossa estratégia que são a organização e a representação dos trabalhadores; a negociação coletiva e regulamentação da terceirização e, também, para dialogar outros segmentos da sociedade que tratam do tema do trabalho.

PMT - Como será feita a distribuição do livro?
Denise: O livro foi editado em parceria com a Editora Annablume. Previmos uma tiragem para a CUT, a ser distribuída - um exemplar - gratuitamente para os sindicatos filiados e instâncias da Central. Parte já foi entregue durante o 10º CONCUT. Dado o nosso objetivo de dialogar com outros segmentos da sociedade os livros serão comercializados pela Editora Annablume, com os lucros revertidos para a própria editora. Amanhã, durante o lançamento que faremos na livraria Martins Fontes, será uma boa oportunidade para as pessoas adquirirem. Estarão presentes os autores convidados e os ramos de atividade que apresentaram contribuições ao livro por meio de artigos. As pessoas não podem perder esta oportunidade.

Serviço:
LANÇAMENTO DO LIVRO

Terceirização no Brasil: do discurso da inovação à precarizaçãodo trabalho (atualização do debate e perspectivas) Denise Motta Dau, Iram Jácome Rodrigues Jefferson José da Conceição (Organizadores)

Data: 09 de setembro de 2009, quarta-feira, das 18:30 h às 21:30 h
Local: Livraria Martins Fontes - Av. Paulista nº 509 -São Paulo -SP (próximo à Estação Brigadeiro do Metrô)






  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br