Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > SINDICATO DOS JORNALISTAS CONDENA AGRESSÃO DA BRIGADA MILITAR CONTRA REPÓRTER DO SUL21

Sindicato dos Jornalistas condena agressão da Brigada Militar contra repórter do Sul21

03/01/2018

Para a entidade, este tipo de ação fere a liberdade de imprensa e lembra ditadura militar

Escrito por: CUT-RS

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul (SINDJORS) repudia com veemência a agressão sofrida na tarde desta terça-feira (2) pelo repórter fotográfico Guilherme Santos, do Sul21, que teve uma pistola apontada para a cabeça por um integrante da Brigada Militar. A abordagem ocorreu nas imediações do prédio do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, local onde haverá julgamento do recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 24 de janeiro.

Para a entidade, este tipo de ação fere a liberdade de imprensa e lembra piores momentos da ditadura no Brasil. Cercear o trabalho de um profissional não é próprio do momento dito democrático vivido pelo país.

O SINDJORS se solidariza com Guilherme, que foi abordado por quatro policiais em uma viatura da Brigada Militar, na avenida Augusto de Carvalho, cerca de 10 minutos depois de fazer algumas fotos externas do prédio do TRF4.

Na abordagem, segundo relata o repórter, um dos policiais apontou uma pistola para ele, pela janela da viatura, e ordenou que colocasse as mãos na cabeça. Guilherme Santos, que portava o crachá do Sul21 no momento da abordagem, se identificou como jornalista e explicou que estava trabalhando. Os policiais pediram o documento de identidade do repórter e passaram os seus dados pelo rádio. Após a identificação, ele foi liberado.

Questionados sobre o motivo da abordagem, os policiais disseram que receberam um chamado para averiguar o que ele estava fazendo nas proximidades do prédio do tribunal.

Para o Sul21, a assessoria de comunicação social do TRF4 disse que a ligação não partiu do tribunal e assegurou que não há nenhuma orientação para esse tipo de abordagem. Segundo Analice Bolzan, coordenadora de Comunicação do tribunal, os profissionais da imprensa poderão acompanhar o julgamento do dia 24 de janeiro segundo regras de credenciamento que deverão ser definidas na próxima semana.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060