Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > ACONTECE > SINDSAÚDE ABC: ASSEMBLEIA APROVA PAUTA DA CAMPANHA SALARIAL 2017

Sindsaúde ABC: assembleia aprova pauta da Campanha Salarial 2017

09/03/2017

A partir de agora, Sindicato intensifica mobilização nos locais de trabalho

Escrito por: Sindsaúde ABC

 

 

Em assembleia realizada na noite da sexta-feira (24/02), os trabalhadores da saúde do Grande ABC aprovaram a pauta de reivindicações da Campanha Salarial de 2017, que têm data-base em 1º de maio. Os pontos principais da pauta são: reajuste salarial de acordo com a inflação mais aumento real, Participação nos Lucros e Resultados ou Participação nos Resultados Operacionais (PLR/PRO), redução da jornada sem redução de salários, licença-maternidade de 180 dias, entre outros.

 

O próximo passo será o envio da pauta a todos os grupos patronais: Sindhosp, Sinamge/Sinog, Sindhosfil e Sinpavet. As negociações devem começar em abril e até lá o Sindicato estará intensificando a mobilização nos locais de trabalho.

 

Esta é a época mais importante para os trabalhadores do setor de saúde, pois é na Campanha Salarial que o Sindicato negocia com os patrões a manutenção dos direitos já conquistados e também avanços.

 

Direitos ameaçados – “Este ano, mais do que nunca, precisamos estar unidos, pois todos já sabem que os patrões nunca dão nada sem luta, mas agora estamos enfrentando também um verdadeiro ataque aos nossos direitos por parte do governo federal, que quer aprovar o que eles chamam de “reforma” da Previdência e “reforma” trabalhista, mas na verdade estão querendo acabar com as aposentadorias e com os direitos dos trabalhadores”, alertou o presidente do Sindicato, Almir Rogério “Mizito”.

 

Ainda segundo o dirigente, a categoria já vem enfrentando problemas específicos, como o caso dos trabalhadores da Fundação do ABC, que ainda não tiveram reajuste salarial por conta da intransigência da empresa. “Ano passado os trabalhadores rejeitaram a proposta da empresa, que era indecente, e o Sindicato entrou com Ação de Cumprimento contra a Fundação e foi instaurado dissídio”, disse Mizito. O caso continua na Justiça.

 

 

Maria Helena Domingues

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060