Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > ACONTECE > SINDSAÚDE SP: MARCHA DOS HOLERITES MOSTRA O BAIXO SALÁRIO DO TRABALHADOR DA SAÚDE

Sindsaúde SP: Marcha dos Holerites mostra o baixo salário do trabalhador da saúde

07/03/2018

Objetivo do protesto foi chamar a atenção da população para o descaso e desrespeito do governo Alckmin com os trabalhadores(as) da saúde pública

Escrito por: Sindsaúde SP

 


 

Trabalhadores (as) da saúde pública estadual realizaram na quinta-feira (1 de março), no vão do MASP (Avenida Paulista), uma manifestação para denunciar para população os baixos salários e 5 anos sem reajuste durante o governo Alckmin.


O objetivo do protesto foi chamar a atenção da população para o descaso e desrespeito do governo Alckmin com os trabalhadores (as) da saúde pública do Estado de São Paulo.


O governador Geraldo Alckmin não concede reajuste para estes trabalhadores há 5 anos, nesse período as perdas salarias acumuladas passaram dos 44%.


Na cara de pau, o governador Geraldo Alckmin anunciou em coletiva de imprensa o reajuste salarial de 3,5%. Reajuste de 3,5% é desrespeito de quem deve 44%. O índice está muito abaixo da dívida acumulada com servidores durante os anos de governo Alckmin.


O SindSaúde-SP, sindicato que representa os trabalhadores(as) da saúde pública estadual,  compreende o anuncio como oportunismo de Alckmin, que esse ano tem pretensão eleitoral de disputar a presidência da república. Como você pode observar na tabela abaixo, o salário do trabalhador (a) da saúde pública está muito defasado. Valorize quem cuida de você, defenda o trabalhador da saúde.

 

 

 

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060