Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > ACONTECE > ENTIDADES DE PORTO ALEGRE PEDEM CPI NO CASO DA SOLLUS

Entidades de Porto Alegre pedem CPI no caso da Sollus

03/02/2010

Escrito por: Fonte: Assessoria de Comunicação do SERGS

Entidades  de Porto Alegre pedem CPI no caso da Sollus
Pedido foi feito ao presidente da Câmara de Vereadores de Porto Alegre dia 27 de janeiro

As entidades representantes dos trabalhadores da saúde, entre elas o Sindicato dos Enfermeiros do RS (SERGS) entregaram no dia 27 de janeiro, documento à presidência da Câmara Municipal de Vereadores de Porto Alegre, pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as irregularidades denunciadas no caso da contratação do Instituto Sollos pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre. O pedido foi entregue pela presidenta do Conselho Municipal de Saúde, Maria Letícia de Oliveira Garcia, durante a sessão da Câmara.

Para a presidenta do SERGS, Nelci Dias, uma das entidades solicitantes da CPI, há indícios suficientes de irregularidades, muitas delas inclusive já denunciadas anteriormente pelo Conselho Municipal de Saúde e entidades. “O CMS, com o apoio das entidades, teve protagonismo nas denúncias e agora quer ver os fatos apurados de forma séria, responsável e oficial”, declarou a presidenta do SERGS, Nelci Dias, justificando o pedido de CPI.

Segundo ela, as irregularidades vem sendo denunciadas desde 2008, sem que nenhuma ação fosse feita pela Prefeitura. Somente quando a situação foi para a imprensa que o poder público resolveu se manifestar. “Está clara a intenção de agora que a situação veio a público, a administração tomar para ela a iniciativa de ter feito denúncias, investigações e outras ações relacionadas a Sollus. Mas a verdade é que a Sollus foi contratada de forma duvidosa, manteve diversas irregularidades durante todo o contrato e até agora, nada tinha sido feito pela Prefeitura”.

Nelci lembrou que a contratação da Sollus resultou em desvio de R$ 9 milhões da área da saúde no município,.”Enquanto isso, os trabalhadores são obrigados a paralisar as atividades, porque o posto de saúde está infestado de ratos, expondo os trabalhadores e a população a doenças graves”, denunciou ela, referindo-se a paralisação no posto do PSF do Morro da Cruz na capital dia 26 último.

Nesta quarta-feira, dia 3 de fevereiro, às 14 horas, o CMS e as entidades participam da sessão no Plenário Ana Terra, na Câmara de Vereadores, para debater a questão da Sollus. A sessão é aberta ao público. Todos os enfermeiros(as) estão convidados a participarem.

Foto: Elson Sempé Pedroso/CVPOA




  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br