Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > SINDSAÚDE MG: JANEIRO PROMETE LUTAS NA SAÚDE

Sindsaúde MG: janeiro promete lutas na saúde

05/01/2018

Em assembleia conjunta, trabalhadores da Fhemig e Hemominas avaliam as últimas negociações com o governo do estado e já tem data para continuidade das lutas em janeiro

Escrito por: Sindsaúde MG

 

 

O calendário de lutas do Sind-Saúde/ MG de 2017 se encerrou com a assembleia dos(as) servidores(as) das fundações FHEMIG e HEMOMINAS em uma assembleia conjunta. Na quinta-feira, 28/12, a força de trabalho se reuniu em frente à Fhemig Central, para fazer uma avaliação das últimas negociações do sindicado com as fundações. A últimas reuniões do Sind-Saúde/MG com as entidades foram: FHEMIG no dia 22/12, e HEMOMINAS em 27/12.

 

O motivo da convocação dos trabalhadores ter sido em frente à FHEMIG Central foi também para fazer ouvir na administração da Fundação que o sindicato e os trabalhadores vieram reivindicar a redução da jornada de trabalho dos servidores da Fhemig, com urgente apresentação do cronograma de implementação. Esta foi a principal pauta que o sindicato levou para a reunião da semana passada. O governo, mais uma vez, alega que a impossibilidade da implementação da redução para todas as categorias está vinculada à lei de responsabilidade fiscal. Em contraproposta, o Sind-Saúde/MG colocou a redução imediata para todos as categorias que não tem impacto financeiro, e essa deve ser a pauta central da próxima reunião marcada entre sindicato e fundação, no próximo dia 5 de janeiro. A Fhemig afirmou acatar a proposta e já encaminhou à Seplag. 

 

As categorias que não teriam impacto no orçamento no caso da adequação da carga horária seriam de nutricionistas, psicólogos, auxiliares administrativos e assistentes sociais. Para essas profissões, inclusive, já existe lei federal que dispõe sobre a carga horária de 30 horas semanais. Na enfermagem, segundo informação da Fhemig, confirmada por estudos, qualquer um dos níveis que tivesse hoje a carga horária reduzida causaria grande impacto financeiro. Apesar de não serem contempladas todas as profissões na implementação imediata, o Sind-Saúde/MG acredita na importância de se iniciar a redução ainda que seja em parte dos servidores, posto que uma vez iniciada, ela abre caminho para as demais categorias. Foi comunicado aos trabalhadores que possivelmente terá que fazer algum remanejamento interno para adequação das escalas.   

 

Através de votação, os trabalhadores da FHEMIG concordaram em dar início à redução pelas carreiras que não tem impacto, e por nova assembleia geral dos servidores, com informes das reuniões dos dias 5 (reunião Fhemig) e 9 de janeiro, quando novamente todas as fundações estarão em reunião com o governo do estado, no BDMG. Com relação pagamento do décimo terceiro para as demais categorias, o sindicato informou aos trabalhadores que entra hoje com uma ação judicial cobrando do governo isonomia no trabalho e pagamento em duas parcelas para todo funcionalismo estadual.

 

Em reunião com a Fundação Hemominas na quarta-feira, 27/12, o Sind-Saúde/MG pautou as onze reivindicações dos(as) servidores(as) da Fundação aprovada na última assembleia.  Para alguns itens, a gestão sinalizou positivamente e para outros mostrou desconforto alegando dificuldades financeiras. Em todos os itens afirmou aguardar posição do governo e salientou o bom relacionamento da Fundação com a administração central. 

 

Confira os detalhes da negociação na matéria no site, clique aqui

 

A mobilização contou com a presença da presidenta da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e diretora do SindiUTE, Beatriz Cerqueira. Ela chamou atenção para a emergência de se intensificar a luta por direitos no início de 2018, tendo em vista as eleições de fim de ano que dificultam ainda mais o encaminhamento das pautas do funcionalismo a partir no mês de março. Salientou a importância de estarmos firmes na luta contra a reforma da previdência, sobretudo pela condição de servidores públicos que são grandes prejudicados nas novas medidas. Beatriz parabenizou os trabalhadores da saúde pelas últimas mobilizações que mostraram nas ruas a grande indignação e luta do funcionalismo.

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060